Celso Moura no pódio da classe X1-9

Celso Moura no pódio da classe X1-9

Regional Norte - Rali de Santo Tirso

COMPARTILHE

O piloto lousadense, Celso Moura, e o seu navegador, Ludgero Leal, terminaram o Rali de Santo Tirso, prova pontuável para o Regional Norte na 12.ª posição da geral e 2.ª da classe X1‐9. Esta não é a primeira participação do lousadense nesta competição, que fez a sua estreia em 2014, na altura tripulando o mesmo carro com que perdeu o Nacional de Ralicrosse por uma questão de polegadas nos pneus de chuva utilizadas na derradeira prova em Lousada, no ano de 2013. Depois de uma paragem sabática de dois anos, Celso Moura regressa à competição de estrada (Regional Norte e Campeonato Intermunicípios do Norte‐CIN) com um novo Peugeot 205 MAXI F2000, com um motor equivalente aos S1600 e uma caixa 3MO de seis velocidades sequencial.

Ainda em processo de adaptação e evolução da máquina, este foi o segundo rali da temporada. No primeiro a dupla lousadense rodou pouco mais de um quilómetro e foi obrigada a abandonar devido a uma transmissão partida. “Correu dentro das expetativas. O que tínhamos delineado para esta corrida era terminar, pois ainda estamos a tentar compreender o funcionamento do carro para ir acertando as afinações”, referiu Celso Moura que aponta esta época como uma preparação para o futuro: “Há ainda muito a fazer ao nível da estabilidade, quer a nível de chassis quer de travagem. Este ano o objetivo é desenvolver o carro e ajustá‐lo à minha maneira. Para o ano as metas certamente serão outras”. A próxima prova, onde o Peugeot já se apresentará com algumas modificações técnicas (rebaixamento da suspensão e rigidez nas barras estabilizadores) é já no dia 18 de junho, em Fafe, no Rali de Montelongo.